Arquivo

Posts Tagged ‘livre’

O que é um país laico?

Há alguns minutos atrás vi no Facebook o print screen do twitter de uma cantora que para se promover e chamar atenção da mídia e das pessoas tem usado a internet e as redes sociais. Ela questionava o porquê de tanta evangelização na televisão e no rádio se somos um país laico.

País laico

País laico é aquele que não adota um religião oficial para os seus naturais, ou seja, para os nascidos naquele lugar. Os brasileiros não são obrigados a serem católicos, evangélicos, espíritas…

Para ficar mais fácil, vou dar uns exemplos: O Brasil adotou como língua oficial o português, e por isso todas as instituições de ensino fundamental e médio são  obrigadas a ensinar a Língua Portuguesa, elas não podem se negar ou retirar da grade curricular o ensino da tal idioma porque esta é a nossa língua oficial e todos precisam aprende-la.

O aluno não pode chegar para a professora, coordenadora ou diretora e dizer: -Não tenho interesse em aprender a língua portuguesa, e não vou aprende-la, tire da minha grade curricular! Ele simplesmente é obrigado! Na religião acontece o inverso, qualquer um pode decidir: Não quero ser católica e não serei! E nenhuma autoridade de qualquer dos poderes públicos pode obrigar a ser.

Com a religião é diferente, é igual aos times de futebol, eu posso ser azulina (e sou! rs), regatiana, corintiana, flamenguista… Eu escolho o meu time, e ninguém pode me obrigar a torcer por um determinado time (nem seus pais! rs). Eu escolho minha religião e ninguém pode me obrigar a seguir uma determinada religião (mesmo que você tenha nascido em determinada religião, mesmo que você fosse empurrado a ir quando criança).

Respondendo a pergunta da cantora…

As pessoas podem evangelizar porque existe um princípio constitucional chamado liberdade de culto, liberdade de expressão e de reunião. A liberdade de culto e a de expressão e de reunião não estão adstritas a templos, e por isso são possíveis as passeatas, evangelizações nas ruas, nos rádios, na televisão…

Se uma pessoa compra um canal ou aluga um horário na grade de uma emissora de rádio ou TV, neste canal pode ser passado qualquer tipo de programação desde que legal (que não ofenda o ordenamento jurídico brasileiro), e que tal programação seja condizente com o horário (as TVs fechadas não estão submetidas a esse critério de horário, desde que apresentem a faixa indicativa de idade para cada programa).

Uma outra demonstração de que não há nenhuma ofensa ao princípio da laicidade do Estado é que não tenho conhecimento de  nenhum canal evangelístico que seja oficial, ou seja, que pertença Poder Público Brasileiro. Ninguém é obrigado a assistir um programa evangélico, espírita, ou católico… Não tá afim, muda de canal, compra um DVD, desliga a TV…

Veja isso:

Gostei muito do entendimento da Juíza de Direito Maria Lúcia Lencastre Ursaia em matéria publicada no Estadão e copiei aqui um trecho:

Para a magistrada, o Estado laico não deve ser entendido como uma instituição antireligiosa ou anticlerical. “O Estado laico foi a primeira organização política que garantiu a liberdade religiosa. A liberdade de crença, de culto e a tolerância religiosa foram aceitas graças ao Estado laico e não como oposição a ele. […]”
Justiça nega proibição de crucifixos em órgãos públicos

É sutil!

Além da busca por se promover, eu consigo enxergar na postagem da cantora um sutil desejo de tentar fazer com que percamos direitos: o da liberdade de nos expressarmos e a liberdade de culto, isso para que nos paremos de evangelizar, de cumprir o desejo divino que é fazer com que todos tomem conhecimento do evangelho. Então, meus amigos, proclamemos a palavra do Senhor!

Graça e Paz do Nosso Senhor Jesus Cristo!

Diferenças

Encontro pessoas que acham que as diferenças religiosas podem ser postas de lado de uma forma que não possam afetar nossas relações com os outros. Mas, se os compromissos religiosos são em definitivo, como o devem ser, então qualquer relacionamento não afetado por tais compromissos deve ser notavelmente superficial. Se uma pessoa é capaz de ter uma relação pessoal profunda com uma outra de religião diferente, somente pode significar que nenhuma delas está realmente devotada à sua respectiva fé. Um cristão que tem compromisso com o Senhor Jesus terá toda porção de sua vida dominada por sua fé. Para se ter um relacionamento mais do que superficial com um não cristão, seria necessário então transigir para a outra parte. E ter a mais profunda espécie de relação com tal pessoa, como no casamento, não é permitido pela Escritura em absoluto.

Vicent Cheung

Categorias:Citações Tags:,

Ele Vive

por Leonardo Gonçalves

Hoje é domingo de manhã,
Hoje o sol não quer brilhar
Tudo é solidão…
E elas vêm dizer:de madrugada ressurgiu

Não acredito em ilusões,
O sol da justiça se apagou
O mundo inteiro viu
Os cravos em suas mãos,
O seu corpo a sofrer,
Sua morte lá na cruz não consigo entender
E agora este túmulo vazio,
Esse anjo a questionar:
Porque procuro entre os mortos quem vivo está?

E hoje sou livre, pois Ele vive
Ele vive, Ele reina em mim, Em mim
Morte e pecado foi derrotado
E eu sou livre, eu sou livre enfim, de mim

Como Jesus ressuscitou
Da morte eterna para luz
Da água renasci
E faz sentido servir
Alguém melhor que eu

E hoje sou livre, pois ele vive
Ele vive, Ele reina em mim
E os que descansam no senhor
Quando voltar despertarão
E em sua carne enfim verão a Deus

Tetelestai!
Feliz Páscoa!
Feliz Liberdade!

Categorias:Ouvindo Tags:, , ,

Romanos 7:14-25

E eu sinto em minha carne e em minh’alma o mesmo conflito que sentiu várias vezes o Apóstolo Paulo:

Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.
Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço.
E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa.
De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.
Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.
Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.
Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.
Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo.
Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus;
Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros.
Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?
Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.”
Romanos 7:14-25

Categorias:Citações Tags:, , ,

Está consumado

[…]E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito.” (João 19:30)

O sermão no dia 09.01.2011 a meu ver foi muito impactante,  pequenas coisas que dizem mais do que as grandes, coisas simples que conseguem ser complexas. Essas palavras soam contraditórias, e não é de se assustar, pois somente aqueles a quem Ele escolheu poderá entender a Palavra de Deus! Naquele dia, assim que cheguei em casa, liguei meu computador e fiz um rascunho do que hoje posto, fiquei com medo que o tempo ou a correria do dia-a-dia apagasse de minha mente o que tinha aprendido!

Palavras são pedaços de nós que podemos exprimir, que se solta e é passada para o outro (isto escrito parece palavra de poeta enaltecendo sua habilidade… mas, é a verdade). Se assim não fosse a própria Palavra de Deus não afirmaria que

porque da abundância do seu coração fala a boca.” Lucas 6:45

Ou seja, é o que há dentro de nós que falamos.

Muitas vezes não paramos para analisar o significado das palavras, o que elas de mais profundo exprimem, e nos atemos somente ao superficial.

[…]Está consumado![…]”

Esta citação refere-se ao momento da crucificação, em que Jesus finalmente cumpre sua missão na terra e entrega Seu Espírito ao Pai. Assim como no Português as palavras em outras idiomas podem ter mais de um significado.

Você já parou para pensar nesta frase?

Na língua grega, o significado destas palavras é: “Está consumado! Quando Jesus, na cruz, a falou, não se tratava do lamento de uma vítima vencida pelas circunstâncias, mas o grito de um vencedor derrotando todos os seus adversários.

Na época de Jesus a palavra podia ser empregada em várias situações que vou aqui resumidamente mostrar:

Tarefa feita

Os servos e escravos usavam esta palavra sempre que terminavam um trabalho e levavam o fato ao conhecimento de seus senhores. O servo dizia: Tetélestai – Terminei a tarefa que me deste para fazer. Isto significa que o serviço fora feito como o senhor determinara e no tempo determinado.

Deus enviou Jesus no momento oportuno para consumar a tarefa que por diversas vezes fora testificado no Antigo Testamento, Ele é o Messias tão aguardado!

Consumei a obra que me confiaste para fazer” (Jo. 17.4).

Dívida paga na totalidade

O termo também significava “a dívida está completamente paga”. Se você comprasse algo “a prazo”, quando fizesse o último pagamento, o negociante lhe daria um recibo com a palavra “tetelestai”, ou seja, “quitado”. O débito fora totalmente pago. E assim fomos nós, Jesus pagou o débito que tínhamos com o inferno, débito que jamais poderíamos pagar, mesmo com nossos esforços e obras, nunca estaria pago.

…vós não fostes redimidos da vossa conduta sem finalidade com coisas corruptíveis, como prata e ouro, …mas com o sangue precioso de Cristo, como de Cordeiro sem mancha e sem defeito.” (1 Pedro 1:18, 19)

Alforria

Quando um escravo recebia sua alforria era gravado a ferro e fogo esta palavra para indicar que ele estava realmente livre, que o seu senhor tinha o libertado. Assim, ninguém poderia o questionar quanto sua liberdade e seu direito de ir e vir. E o mesmo fez Deus por intermédio de Jesus, ele escreveu em nossa alma Tetelestai, não com ferro e fogo, mas com o sangue de Jesus! O título para nossa alforria, para sermos livres.

Sentença cumprida

Durante o primeiro século, era prática comum pregar o documento de acusação de um preso na porta da sua cela. Os crimes de que era acusado e o castigo que lhe  tinha sido imposto, estavam descritos nesse documento. Depois do preso ter cumprido a sentença, o documento era retirado da porta, e cancelado pela aposição da palavra tetelestai – (cumprida na totalidade). O referido documento era-lhe então entregue, e ninguem podia jàmais acusá-lo dos mesmos crimes. Por ter cumprido toda a sentença, tinha pago na totalidade o preço das suas ofensas.

A vitória está ganha

Naquele tempo, a palavra tetelestai era tambem utilizada com relação a campanhas militares bem-sucedidas contra o inimigo. Quando um general regressava do campo de batalha e fazia marchar os seus  prisioneiros de guerra pelas ruas de Roma, costumava proclamar a sua vitória gritando: tetelestai… tetelestai…

Com este grito de vitória, fazia afirmação clara que o inimigo havia sido vencido e que o seu poderio havia sido quebrado: Missão terminada!

Deus é por diversas vezes na Bíblia citado como o Senhor dos Exércitos, e nas suas batalhas sempre triunfou! Enquanto o sangue de Jesus jorrava na cruz, também jorrava vitória! A vitória do Senhor dos Exércitos!

__________________________________

Muitas vezes nos esquecemos do grande amor do Senhor Jesus por nós e da grandeza de cada palavra, cada ato por Ele feito. Estudar a Palavra de Deus nós revela quão precioso e grande é o seu amor! Sim, nós verdadeiramente somos livres, a tarefa foi feita, a dívida foi totalmente paga, não somos mais escravos, temos nossa alforria e sentença foi cumprida, não podem mais nos cobrar por transgressões antigas, Jesus, o Senhor dos Exércitos venceu a batalha!

Maranata! Ora vem Senhor Jesus!